Ética no trabalho: indo além dos códigos de ética

Ética é o conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral de um indivíduo, de um grupo social ou de uma sociedade. A ética está ligada umbilicalmente aos princípios que motivam, disciplinam, orientam ou mesmo distorcem o comportamento humano, refletindo especialmente a respeito da essência das normas, valores, prescrições e exortações presentes em qualquer realidade social

Ética no trabalho é uma preocupação constante, e mesmo quando não há um código específico ou uma conduta objetivamente definida a ser seguida na sua empresa ou profissão, em geral o senso comum é empregado para tentar identificar quais os comportamentos aceitáveis e quais os que ferem princípios ou são anti-éticos.

O Efetividade está reiniciando suas atividades após a pausa de final de ano, e ao escolher o assunto a tratar no primeiro artigo de 2008, julguei adequado falar brevemente de ética. Longe de mim querer propor um código de ética universal para o ambiente corporativo: a lista de observações incluída a seguir são apenas considerações bastante específicas e restritas, mas em todas elas eu identifico um forte relacionamento com a idéia de conduta ética.

Todos os itens são de um e-mail não assinado que circulou no meu trabalho em 2008, e que fez bastante sucesso por provocar reflexão em muitas pessoas, e até mesmo ajudar na tomada de algumas decisões em nível individual. O e-mail original tinha 95 itens, se vocês gostarem destes que eu selecionei abaixo, posso publicar os demais futuramente.

Feliz 2008 para todos!

Ética no trabalho

  1. Seja honesto em qualquer situação.
  2. Nunca faça algo que você não possa assumir em público.
  3. Seja humilde, tolerante e flexível. Muitas idéias aparentemente absurdas podem ser a solução para um problema. Para descobrir isso, é preciso trabalhar em equipe, ouvindo as pessoas e avaliando a situação sem julgamentos precipitados ou baseados em suposições.
  4. Ser ético significa, muitas vezes, perder dinheiro, status e benefícios.
  5. Dê crédito a quem merece. Nem sonhe em aceitar elogios pelo trabalho de outra pessoa. Cedo ou tarde, será reconhecido o autor da idéia e você ficará com fama de mau-caráter.
  6. Pontualidade vale ouro. Se você sempre se atrasar, será considerado indigno de confiança e pode perder boas oportunidades de negócio.
  7. Evite criticar os colegas de trabalho ou culpar um subordinado pelas costas. Se tiver de corrigir ou repreender alguém, faça-o em particular, cara a cara.
  8. Respeite a privacidade do vizinho. É proibido mexer na mesa, nos pertences e documentos de trabalho dos colegas e do chefe. Também devolva tudo o que pedir emprestado rapidamente e agradeça a gentileza com um bilhete.
  9. Ofereça apoio aos colegas. Se souber que alguém está passando por dificuldades, espere que ele mencione o assunto e ouça-o com atenção.
  10. Faça o que disse e prometeu. Quebrar promessas é imperdoável.
  11. Aja de acordo com seus princípios e assuma suas decisões, mesmo que isso implique ficar contra a maioria.
  12. O que fazer com os brindes e presentes? Muitas empresas têm normas próprias e estipulam um limite de valor para os brindes. Informe-se discretamente sobre isso e aja conforme a regra.
  13. A relação de trabalho é mediada pela hierarquia. O subordinado amigo deve ao chefe a mesma deferência que os demais - e o chefe amigo precisa ser extremamente cuidadoso para não beneficiar o subordinado que lhe é próximo.
  14. Caso trabalhe com alguém de quem não gosta, troque cumprimentos, mantenha distância e não comente a antipatia que sente. Isso minimiza os atritos e evita que os outros reparem a incompatibilidade e façam fofocas.
  15. Afaste-se das fofocas e maledicências. Só o fato de prestar atenção nelas pode lhe dar a fama de fofoqueiro. E aquele que lhe conta a última, pode levar, também, um comentário péssimo sobre você.
  16. Reconheça os erros, mas não exagere no arrependimento nem na culpa. A fala correta é: "não foi um erro intencional, isso não vai ocorrer de novo e vou remediar o acontecido".

Leia também o artigo "7 myths about business ethics", fonte da ilustração deste texto. E aos que seguem a mesma profissão que eu, fica a sugestão de uma releitura do Código de Ética Profissional do Administrador. Nunca é demais.

Comentar

Comentários arquivados