Como dormir pouco e permanecer funcional

No artigo "Stay Functional on Two Hours of Sleep a Night", o Lifehacker resume um artigo recente da revista Wired que fala sobre os mecanismos do sono, destacando um aspecto bem específico: como dormir pouco e permenecer funcional, mesmo com apenas 2h de sono por dia.

O método abordado, chamado Uberman's sleep schedule, é difícil de se acostumar e não se adapta nada bem a necessidades comuns de pessoas que trabalham em um emprego tradicional, 8 horas por dia. Mas consta que ele funciona bem para quem precisa (ou deseja) manter-se em atividade durante o dia todo, por um período de tempo extenso - semanas ou meses - por exemplo, navegantes solitários, astronautas, desajustados em geral, e quem não se conforma com as imposições da sociedade ;-)

Steve Pavlina, autor de um popular blog sobre desenvolvimento pessoal, adotou este método de sono polifásico por pouco mais de 5 meses, e relatou os resultados. Em resumo, como o seu estilo de vida permitia, ele adotou a prática de dormir 20 minutos a cada 4 horas do dia, perfazendo um total de 2h de sono por dia.

Segundo ele, os benefícios foram vários, depois de passar a primeira semana de adaptação. O artigo da Wired conta que a fase de adaptação é complicada, e o marco do seu término ocorre quando a pessoa começa a sonhar durante seus períodos de 20 minutos de sono, o que indica que ela está conseguindo entrar na fase REM do sono.

Mas ele só aproveitou os benefícios por pouco mais de 5 meses, devido às imposições da sociedade que eu já mencionei acima. E mesmo durante os 5 meses, ele registra um grande ponto negativo: ter de abrir mão de boa parte da flexibilidade na rotina diária, pois você passa a precisar dormir a cada 4h - algo que pode ser absorvido bem mais facilmente pela rotina de um navegante solitário do que pela de um habitante de uma metrópole, mesmo que ele trabalhe em casa.

Os possíveis ganhos de produtividade (especialmente sob o ponto de vista do navegante solitário) são óbvios, se considerarmos que a pessoa estará disponível para atividades durante várias horas a mais por dia, mas é necessário considerar a necessidade das interrupções freqüentes para os 20min de sono. Mas provavelmente as pessoas e recursos (em sentido amplo: comércio, serviços públicos, clientes, fornecedores, parceiros, etc.) com quem você interage funcionam no ciclo usual, então boa parte destas horas adicionais acabam sobrando para realizar tarefas solitárias.

Steve Pavlina conta que sua energia e atenção não foram prejudicadas durante a experiência (exceto durante a adaptação), mas ao mesmo tempo ele não desejaria trabalhar dia e noite, que é o que parece ser a conseqüência de ter mais horas livres em um esquema como este. E que provavelmente é justamente o que um navegante solitário precisa quando adota algo deste tipo de forma contínua.

O criador do esquema Uberman posteriormente criou mais um, chamado de Everyman, que inclui uma variação interessante: há um horário-núcleo de sono, com uma duração um pouco maior (por exemplo, 3h) e 3 ou 4 períodos de 20 minutos de sono ao longo do dia. De alguma forma ele me parece mais fácil de adotar, e aparentemente reduz um pouco o impacto de estar acordado todos os dias no horário em que toda a cidade está dormindo, e também nos horários em que ela está acordada.

Nada disso serve para mim: eu gosto de dormir, e espero nunca precisar entrar continuamente em alguma situação de insônia voluntária, que exija que eu esteja acordado 20h por dia ao longo de um período extenso - mesmo se o número de horas de sono for suficiente para me manter em boas condições.

Mas se você tem necessidades ou interesses diferentes, dê uma olhada no artigo da Wired e depois consulte seu médico para saber de outras conseqüências e fazer um bom acompanhamento.

E leia também:

Comentar

Comentários arquivados