As 5 dicas de Ernest Hemingway para escrever textos com efetividade

Escrever bem faz diferença.

Nesta sociedade digital em que vivemos, por mais que os conteúdos multimídia cresçam diariamente em volume e importância, a demanda por textos - descritivos ou narrativos, tutoriais ou de referência, em blogs pessoais, na capa do CD ou no cartaz de um evento - é cada vez maior. A qualidade do texto representa, muitas vezes, a diferença entre o leitor clicar ou não no link, comprar ou não o CD, entender ou não o manual de instruções.

É difícil ensinar uma pessoa a escrever bem, e é difícil aprender voluntariamente a escrever bem, pois isso é algo que vem mais da prática e da leitura, e exige também disciplina. Mas existem muitos manuais de estilo e clareza de redação a que você pode recorrer. Os meus preferidos, que eu leio e releio sempre que posso, são o The Elements of Style e o On Writing Well. Em português eu gosto do Manual da Redação da Folha de São Paulo e pretendo ler em breve o baratíssimo Superdicas para Escrever Bem.

Mas aprender com quem já sabe é algo que eu sempre aprecio, e por isto gostei de encontrar as 5 dicas para escrever bem selecionadas por Ernest Hemingway, um dos maiores escritores norte-americanos, e que sempre se caracterizou pelo estilo conciso, direto e claro. Veja abaixo minha transcrição delas, e um link para maiores detalhes.

As 5 dicas de Ernest Hemingway para escrever bem

Elas são curtas e diretas:

  • Use frases curtas: O estilo de Hemingway ia direto ao ponto, minimalista e genial.
  • Inicie com um parágrafo curto: Veja a abertura deste artigo.
  • Escreva com vigor: Transmita sua idéia com energia, deixe evidente o foco, a intenção.
  • Escreva positivamente: Descreva o que as coisas são, e não o que elas não são. Não diga "não é muito caro", diga "é econômico". Ao invés de dizer que o software não tem erros, diga que ele é consistente, ou estável.
  • Saiba reconhecer os seus sucessos: publique os textos em que você acertar, e descarte (ou guarde para depois aprimorar) aqueles que não estão no nível de qualidade desejado.

Saiba mais em Ernest Hemingway’s Top 5 Tips for Writing Well.

Comentar

Comentários arquivados